quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Seis poemas Ogden Nash



O CACHORRO

É a pura verdade, sem tirar nem pôr:
Cachorro é um bicho cheio de amor.
Pois confirmei um fato comprovado:
O mais amoroso é o cachorro molhado.


A MOSCA

Deus criou a mosca em Seu saber
Só esqueceu de nos dizer por quê.


O POLVO

Diga lá, ó Polvo, seu bichaço:
Tudo isso aí é perna ou braço?
Pra mim, nem parece um polvo só:
Se eu fosse você, me chamava Nós.


OS CUPINS

Os cupins bateram na madeira,
Provaram e acharam de primeira!
Foi por isso que sua tia Lala
Afundou pelo assoalho da sala.


O CAMARÃO

Um camarão procurou
sua patroa: procurou-a…
E nem sinal da camaroa.
Tem vez que translucidez
Dá nisso: sumiço.


A FORMIGA

A formiga se fez mais que famosa
Por sua conduta industriosa.
E daí? Você seria um calmo cósmico
Se andasse cheio de ácido fórmico?



* Tradução de Luiz Roberto Guedes. Publicado na Revista Musa Rara.